Núcleo Viladança abre inscrições para seleção de obras coreográficas feitas para vídeo

blog-image
Compartilhe

Núcleo Viladança abre inscrições para seleção de obras coreográficas feitas para vídeo

Intitulada Viladança Convida, a chamada pública irá contemplar quatro criações com tempo máximo de até 30 minutos

Dançarinos, coreógrafos, companhias, grupos, criadores e artistas da Dança têm até o dia 12 de março para fazer sua inscrição - através das redes sociais do Núcleo Viladança (ou neste ink lnk.bio/e5I6) - e participar da chamada pública Viladança Convida. Os selecionados receberão cachê de R$ 2.800,00 e terão suas obras exibidas no mês de abril, no Palco Virtual do Teatro Vila Velha, no Youtube. Com a proposta de abrir novos espaços de diálogo, de criação, mercado e intercâmbio, a iniciativa integra a programação do projeto Viladança Virtual, que inclui, entre diversas outras atividades, o lançamento de um ambiente virtual que irá organizar e disponibilizar, gratuitamente, toda a memória de mais de duas décadas de produção do Núcleo Viladança, através da catalogação, digitalização e recuperação de arquivos, vídeos dos espetáculos, textos, fotos, clipagens, material gráfico, registros de turnês no Brasil e no exterior, co-produções internacionais, editais e premiações.

Criado pela coreógrafa e diretora Cristina Castro, a convite do diretor Márcio Meirelles, em 1998, o Núcleo Viladança é o primeiro núcleo de criação em Dança do Teatro Vila Velha. Uma referência para as Artes Cênicas, na Bahia e no Brasil. Nessas mais de duas décadas, a coreógrafa dinamizou a cena de dança no teatro com a criação da Cia. Viladança, referência em inovação, criatividade e qualidade técnica. E para ela criou 12 espetáculos, que circularam em teatros e ruas do Brasil, Europa e América Latina, em mais de 700 apresentações. Um dos momentos especiais dessa trajetória foi a criação da trilha sonora do espetáculo “Aroeira” pelo cantor e compositor Milton Nascimento, em 2006. O Núcleo já foi reconhecido com diversas premiações importantes, como o Prêmio Unesco de Fomento das Artes e o Prêmio Mambembe de Revelação Nacional (FUNARTE).

Projeto contemplado pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, com recursos oriundo da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal.

Ajude-nos a manter o trabalho da Dança Brasil!
Nosso jornalismo acompanha e divulga a arte da dança.
Está a serviço da arte da dança e da diversidade de opinião.
Há 28 anos, a Dança Brasil exercita o jornalismo transparente, fiel à verdade factual, atenta à diversidade cultural na área da dança.
Nunca antes o jornalismo se fez tão necessário e nunca dependeu tanto da contribuição de cada um dos leitores.
Faça parte da Dança Brasil! Assine, contribua com um veículo dedicado a produzir diariamente uma informação de qualidade, profunda e analítica.
A arte da dança agradece.
Clique no link abaixo e faça sua assinatura anual por apenas R$ 55,00.
https://mpago.la/2anBM14